Em Ipu, uma mulher cobrava R$ 2,00 pelo ato sexual com sua irmã, de 12 anos

Ela tem 12 anos de idade. A R$ 2,00, cobrados pela irmã, ela se submetia aos desejos sexuais de pelo menos dez homens. Entre eles, o cunhado. Estes ingredientes fizeram parte da rotina da menor por mais de um ano.

Agora sob custódia do Conselho Tutelar, no município do Ipu, na Zona Norte do Estado (294 km de Fortaleza), ela, finalmente, está trazendo à tona a macabra rotina de serviços sexuais prestados.

“Ela está muito abalada, mas fala e entrega todo mundo”, diz o conselheiro Gilvan Faria, ao relatar a história ao O POVO Online.

O motivo da revelação de tudo isso é ainda mais assustador: há 36 dias, a menor é mãe. Um exame de DNA vai dizer quem é o pai. O suspeito, por enquanto, é de que seja o marido da irmã, o pedreiro José Airton Alves Duarte, o "Pité".

3 comentários:

Anônimo disse...

Que falta de caráter!

Mariza disse...

affs é de mais isso>>> o povo pra arranjar oque fazer

Fernando Veras disse...

É o final dos tempos. Um sujeito desses, certamente viciado em alguma coisa, sem nenhum tipo de escrúpulo, comete uma barbaridade dessas e se não "currarem" ele na cadeia até a morte, daqui uns dias está de volta ao "lar".

Postar um comentário